137. Complete o desenho

Objetivo: Finalizar um trabalho iniciado por outro

Material – Pincel atômico, lápis, lápis de cor, canetas para colorir, papel e fita crepe e varal com prendedor.

Objetivo – Propiciar condições para que os participantes consigam completar trabalhos começados por outros.

Solicitação – O animador solicita que cada participante inicie um desenho (pode ser de uma casa, de uma escola, de uma igreja, de um jardim, mas sempre enfocando um sonho de justiça e paz), em seguida, depois de dois minutos mais ou menos, faz com que as folhas sejam passadas cada uma para o seu companheiro ao lado no sentido horário e determina que cada participante complete o desenho iniciado. Mais uma vez, depois de dois minutos, repete a ordem, dando agora um tempinho a mais para que cada um complete o desenho. Cada participante, ao pegar a folha, escreve seu nome, então a obra será realizada por três participantes. Penduram-se as obras todas no varal, e todo mundo contempla as obras realizadas. O animador pede que voltem a formar o círculo e pergunta: “Quem quer falar sobre o que sentiu somente iniciando seu desenho, e deixando outro interferir na sua obra, ou ainda como se sentiu completando um trabalho iniciado pelos outros?”

Fechamento – Muitas coisas que realizamos a médio ou longo prazo não são concluídas por nós ou não foram iniciadas por nós. Como trabalhar isso? O animador deve propiciar que todos que quiserem falar falem. Também deve animar cada um a fazer sua parte, sabendo aceitar interferência de outros e também colaborando e interferindo no trabalho de outros. A sua visão de justiça e de paz é semelhante à de seus colegas? E é semelhante à justiça de Deus? Justiça para nós é dar a cada um o que merece ou o que necessita? A paz se constrói no coletivo, mas se constrói a partir de cada um. A paz é fruto da justiça. Ler e comentar Lucas 15, 11-32