Quaresma
 
Convertei-vos e crede no evangelho
 
Leia os outros artigos
 

Caríssimos irmãos e irmãs,

Inicia-se hoje, na Quarta-feira de Cinzas, o tempo da quaresma, tempo esse que na Sagrada Escritura retrata o tempo que Jesus passou no deserto, quando jejuou e orou por 40 dias. Ele teve fome e sede e foi tentado por satanás, mas resistiu firmemente.

Qual deve ser o verdadeiro sentido da quaresma? O verdadeiro sentido da quaresma deve ser de renúncia a muitas coisas que nos separam de Deus, mais especificamente, dever ser tempo de conversão, pois quando recebemos as cinzas, é dito pelo sacerdote e seus ministros “Convertei-vos e crede no evangelho”.

As cinzas querem nos lembrar de que “do pó viemos, e ao pó retornaremos”. Durante a quaresma, devemos pôr em prática o ato de refletir sobre os pecados da carne e, como Jesus, renunciar a cada um deles. Quando o pecado é renunciado, nos fortificamos espiritualmente e com isso somos agradáveis aos olhos de Deus.

A quaresma deve ser tempo de oração, para vencermos os obstáculos do dia-a-dia e estarmos mais perto de Pai. Deve ser vivida com penitência, para o arrependimento de nossos pecados e a reconciliação com Deus e com a Igreja, como prescreve o Direito Canônico. Deve também ser contemplada na sua essência, com a caridade, amando o próximo como a nós mesmos.

A Igreja nos pede essas três coisas na quaresma: oração, penitência e caridade. Não devemos claudicá-las, pois elas são a porta para compreendermos o verdadeiro significado da vinda de Cristo, que morreu por nós, para a salvação de todos.

Por fim, quero lembrar que “Eis o tempo de conversão; eis o dia da salvação”...

Acólito
Gustavo da Silva Santos
Diocese da Campanha.



 
 
xm732