Os Dez Mandamentos
 
Primeiro Mandamento - Amar a Deus sobre todas as coisas
 
Leia os outros artigos
 

"AMARÁS O SENHOR, TEU DEUS, DE
TODO O TEU CORAÇÃO, DE TODA A
TUA ALMA E DE TODO O ENTENDIMENTO"
(Mt 22,37)


I - “Adorarás o Senhor, teu Deus, e o servirás”

Deus se fez conhecer por sua ação todo-poderosa, benigna e libertadora. A primeira palavra contém o primeiro mandamento: “Adorarás o Senhor, teu Deus, e o servirás. (...) Não seguireis outros deuses" (Dt 6,13-14).
O primeiro apelo de Deus ao homem é que ele o sirva e o adore. Este primeiro preceito abrange a fé, a caridade e a esperança.

A FÉ :

Nosso dever em relação a Deus é crer nele e dar testemunho dele. O primeiro mandamento também nos ensina a ser vigilantes em nossa fé e a rejeitar tudo que a contraria.

Formas de se pecar contra a fé :

Dúvida : é recusar ou hesitar em crer naquilo que Deus revelou.
Incredulidade : é se recusar totalmente a ter fé.
Heresia : é recusar, após o Batismo, em crer em qualquer verdade com a devida fé que se deve ter.
Apostasia : é o repúdio total da fé cristã.
Cisma : É se recusar a se sujeitar ao Sumo Pontífice ou à comunhão com os membros da Igreja a ele sujeitos.

A Esperança :

Quando Deus chama e se revela para o homem, este não pode responder plenamente ao chamado por suas próprias forças. O homem deve esperar que Deus lhe dê a capacidade de corresponder a este chamado. É o aguardar confiante da benção divina e da visão que produz a felicidade de Deus; é também o temor de ofender o amor a Deus e de provocar o castigo.

Formas de pecar contra a Esperança :

Desespero : Quando o homem não acredita mais em sua própria Salvação e nem nos meios de alcança-la.
Presunção : Quando o homem pensa que pode salvar a si mesmo pelo próprio esforço humano ou quando pensa em ser salvo sem esforço algum, acreditando na misericórdia divina.

A Caridade :

É amar a Deus acima de tudo, por Ele mesmo e por causa Dele. Pode-se pecar, contra o amor a Deus de diversas maneiras.

Alguns exemplos:
Indiferença, ingratidão, tristeza, a acídia ( = recusar a alegria que vem de Deus ) e por fim o ódio a Deus, considerando que Ele proíbe os pecados e impõe as penas.

II - "Só a Ele prestarás culto"


A virtude da religião nos deixa dispostos a prestar culto a Deus.

Formas de culto :
Adoração: é aceitar Deus como nosso Criador e Salvador, Senhor do mundo e tudo o que nele existe. "Amarás o Senhor, teu Deus, é só a Ele prestaras culto" (Lc 4, 8).
Oração: é a forma que temos de demonstrar a nossa adoração ao Senhor. Ex.: prece de louvor, de ação de graças, de interseção e de súplica.
O Sacrifício: é justo oferecer sacrifício a Deus em sinal de adoração, reconhecimento, súplica e comunhão. É toda ação feita para se unir a Deus em Santa Comunhão e para ser feliz.
O sacrifício perfeito foi aquele feito por Jesus Cristo na cruz, em oblação (= entrega) ao amor do Pai para nos salvar.

Votos e Promessas:

Nós cristãos somos convidados a fazer promessas a Deus.
Promessa : podemos fazer promessas, por devoção a Deus, em forma de um ato, uma oração, uma esmola, peregrinação, etc... Ser fiel à estas promessas é demonstrar respeito a toda majestade divina do Senhor.

Voto : é uma promessa feita livre de um benefício qualquer. É um ato de se consagrar a Deus ou lhe prometer uma obra boa. Ao cumprir seus votos, o cristão da a Deus o que lhe prometeu e lhe consagrou.

III - "Não terá outros deuses diante de mim"

O primeiro mandamento nos proíbe de prestar honra a outros deuses afora ao único e verdadeiro Deus. Temos então de tomar cuidado com a superstição e a irreligião. A primeira é um excesso perverso de religião e a outra e o oposto, ou seja, a deficiência à virtude da religião.

Idolatria
Não podemos ter "ídolos" de ouro, nem prata, nem obras feitas pelos homens, nem o próprio homem. Esse ídolos são vãos e nos podem tornar vãos como eles.
Idolatria é o ato de divinizar o que não é Deus. E isso infelizmente, ocorre quando o homem adora e venera uma criatura no lugar de Deus, quer sejam deuses ou demônios (como no satanismo), do poder, do prazer, da raça, dos antepassados, do dinheiro, etc.

Adivinhação e magia
Deus pode revelar o futuro a seus profetas e santos, mas o verdadeiro cristão é aquele que se entrega com confiança à providencia divina no que se refere ao futuro e abandona a curiosidade doentia a este respeito.
Tudo que se supõe adivinhar o futuro (astrologia, horóscopo, etc...), deve ser rejeitado.
Práticas de magia ou feitiçaria são gravemente contrários à virtude da religião. É mais condenável quando são usadas para prejudicar a outrem.

Irreligião
São pecados que consistem em :

Tentar a Deus: é quando colocamos à prova sua onipotência e bondade. (veja Mt 4, 1-11).
Sacrilégio: é profanar ou tratar indignamente os sacramentos e as ações litúrgicas, pessoas, coisas e lugares sagrados a Deus.

Simonia: é a compra ou venda de realidades espirituais. É impossível comprar com dinheiro os dons de Deus, pois só Ele pode da-los a nós gratuitamente.

Simão, o mago queria comprar o poder espiritual que via nos apóstolos. Pedro respondeu : "Pereça o teu dinheiro, e tu com ele, porque julgaste poder comprar com dinheiro o Dom de Deus" (At 8,20)

Ateísmo
Consiste em não perceber ou explicitamente, rejeitar a união íntima e vital com Deus. Se funda em uma cooperação falsa da autonomia humana, que chega a recusar a toda a dependência em Deus.

IV "Não farás para ti imagem esculpida de nada"

Pode-se encontrar a explicação no livro do Deuteronômio (Dt 4,15-16). Mas e as imagens dos santos e santas que vemos na Igreja? Como entender isso?

Deus, no Antigo Testamento, permitiu a instituição de imagens que conduziriam SIMBOLICAMENTE à Salvação por meio do Verbo Encarnado. As imagens devem servir como um símbolo para nos lembrar a quem devemos prestar respeito. Apenas isso.

O primeiro mandamento proíbe os ÍDOLOS. "A honra prestada às imagens se dirige ao santo que representa tal imagem" Queremos deixar bem claro que a honra prestada às santas imagens é uma "VENERAÇÃO RESPEITOSA" que é diferente de ADORAÇÃO.



 
 
xm732