Enriqueça a sua fé
 
A aliança de Deus!
 
Leia os outros artigos
 

Você reparou que uma aliança não tem nem começo e nem fim? O sentido é que quando ela é feita ela é eterna. Na verdade a nossa aliança com Deus está no eterno e volta para o eterno. Onde moras? Só vamos saber onde Jesus mora quando formos muito íntimos de Deus. Jesus nos leva ao Pai, ao lugar onde Ele mora e nós moramos também.

A primeira aliança que Deus fez foi com Adão e Eva. Ele fez a aliança de uma programação feliz,..... e viam Deus face a face. Porém esta aliança perfeita foi quebrada pelo homem quando ele desconfiou de Deus e desobedeceu. E você já deve ter se dado conta como é difícil assumir a culpa, porque ela está na nossa origem. Quando Deus pergunta a Adão: o que fizeste?; ele responde: A mulher que tu me deste...como quem diz: se tu não tivesse me dado a mulher eu não teria feito isso e a culpa recai sobre Deus. Quantas vezes dizemos porque Deus? porque? Na verdade estamos dizendo que a culpa é de Deus. Está no nosso sangue esta acusação contra Deus. Acusamos Deus por tudo de ruim em nossa história, por nossos pais serem assim... por nos ter acontecido, isto ou aquilo...Esta acusação está em nós. O nosso esforço é de lutar contra isso, mas está em nós pelo pecado original. E a mulher também diz :a culpa é da serpente que me sugeriu uma sabedoria sem Deus. Assim então a primeira aliança foi quebrada e a partir daí Deus começou um trabalho de restauração.

A segunda aliança é com Noé, o arco íris. Era Deus falando de longe mostrando para Noé a beleza do arco íris, a beleza de sua aliança. Mas é longe, fora do homem. Aliança no arco íris. E muitas pessoas vivem somente esta aliança, além, distante, nas nuvens. A outra aliança foi se aproximando do homem e foi feita com Abraão, a circuncisão. Veja que já saiu das nuvens e chegou no corpo. Assim é na minha história de salvação, Deus vem de vagar. Primeiro Ele mostra um colorido lindo, depois começamos a sentir na carne.
Depois, Deus faz uma aliança com Moisés. As tábuas da lei. Aonde mesmo a lei começa a trabalhar? Na mente, onde existe a inteligência, a vontade e a liberdade. E as leis de Deus atingem esta região, a da alma humana.

Deus vem se aproximando, vai entrando em nosso interior e chega, finalmente, na nova e eterna aliança feita em Jesus Cristo.

Onde atinge esta nova e eterna aliança? O coração do homem!

A nossa história , o nosso caminho é este, não adianta queimar etapas. Nós vimos o arco íris, Deus nos acenou a sua maravilha, começamos a experimentar as renúncias no nosso corpo, depois o Senhor nos orienta e nos traz para uma mudança de mentalidade e por fim toma o nosso coração. ?Amai-vos como eu vos tenho amado?. Este é um processo de toda a vida. Bendito aquele que no final de sua vida chega a nova e eterna aliança no sangue de Jesus Cristo.

Outro aspecto é o Sangue. Porque sangue? São Paulo diz não foste comprado a preço de ouro e prata mas pelo sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo. Nós sabemos que haviam rituais no antigo testamento, mais exatamente no livro de Levítico.

Quando o povo pecava o sacerdote da tribo de Levi tomava um bode de um ano, macho, sem nenhum defeito e iam ferindo o bode, simbolizando os pecados do povo de Israel. Cada lança era um pecado que perfurava o animal. Depois o soltavam no deserto, era o bode expiatório, que pagava pelos pecados do povo. Aquele animal era rasgado e seu corpo sangrava pelos pecados de Israel e depois era abandonado, assim como estava, no deserto. No segundo momento era o cordeiro de um ano , macho, sem defeito e que era sacrificado sobre o altar. O sangue do cordeiro era aspergido sobre o povo e este ritual entendia-se como purificação, por isso que, na flagelação, cada chicotada no corpo de Jesus, que lhe rasgou e fatiou a pele era pelos adultérios, abortos, pecados de impureza, pelas vaidades, orgulhos... Na cabeça a coroa de espinhos, por toda ilusão, toda a fantasia, toda a miragem, toda a auto suficiência, toda a soberba, sobre todos os pecados da mente.

Jesus Cristo, naquele momento, foi o bode expiatório, Ele expiou os pecados do mundo e de todos os homens e depois é imolado e o seu sangue aspergido sobre todos nós. É muito rica, é infinitamente maravilhosa a história da salvação não só do povo de Israel, mas também a minha história, a sua história. Pois não fostes comprado a preço de ouro e prata mas fostes comprado a preço do sangue do Filho de Deus.

É tão forte o vendaval do mundo que estamos perdendo a consciência do pecado. O Papa Paulo VI falava, a quase trinta anos atras, que as guerras, que a destruição da natureza não é nada diante do homem que perdeu a consciência do pecado. O homem perdeu a consciência do pecado, aplaude a morte, justifica todas as coisas. E o povo que Deus quer formar e que somos nós, é um povo que tem consciência do pecado, mas também da misericórdia onde está mergulhado. É preciso detectar onde está a ferida dentro de nós, porque se não sabemos como vamos ser restaurados? Eu louvo a luz do Espírito Santo que entra dentro de nós para nos mostrar a verdade. Quando a gente vai ao dentista, ele usa uma luz para ver melhor as cáries. A luz do Espírito em nós revela as cáries da alma e Deus é o dentista que quer restaura-las. Ele quer que a programação que ele fez para você se realize, e você se realizando se torna um instrumento para que outros se realizem.

Cada pessoa precisa ocupar o seu lugar. Quando nós perdemos a consciência do pecado nós perdemos a consciência da missão. Porque uma está ligada com a outra. Porque a minha missão vem na medida que eu escuto Deus e quanto mais pecado eu tenho dentro de mim mais dificil fica escuta-lo.

Nossa história deve ser um livro aberto redimido pelo sangue do Cordeiro, o Senhor quer curar a nossa história e retirar toda a fumaça negra. Porque tudo isso em Jesus se torna um lindo livro, uma história sagrada. Beija a tua história sagrada, porque este livro te dá a eternidade, beija a tua história que é lavada, alvejada no sangue do Cordeiro. Alegra-te com tua história, alegra-te com o incenso que agora sai da tua história, o incenso só se usa para o sagrado, a tua história é sagrada porque nasceu do sagrado e foi redimida pelo sagrado, foi vivificada pelo sagrado.

Reze agora: Senhor que o teu braço grande e forte nos erga de cada página de nossa história, que nos dê um coração de misericórdia, que nos dê um coração agradecido, um coração encantado, um coração de adorador. Veja você, retornado para a Trindade, com o seu livro debaixo do braço, o livro da tua história sagrada e o Pai colocando-o na prateleira do céu, na biblioteca do céu, te abraçando e te recebendo: Bem aventurado( a ) ! Alegra-te com a tua história redimida, exulte e adore a Deus pela tua e por todas as histórias redimidas no sangue do Cordeiro! Reze assim: Senhor Jesus Cristo, que a partir de agora, pela intercessão da imaculada Virgem Maria, que minha história seja um cântico de alegria, um cântico de louvor!

Maria Francisca
Comunidade Oásis

 
 

xm732