Meditações
 
No Batismo de Jesus: A Unção do Espírito Santo
 
Leia os outros artigos
 

Batizados em Cristo e revestidos de Cristo tornaste-vos semelhantes ao Filho de Deus. Com efeito, Deus, que nos predestinou para a adoção de filhos, fez-nos semelhantes ao corpo glorioso de Cristo. Feitos, portanto, participantes de Cristo, com toda a razão sois chamados "cristos", isto é, ungidos; foi de vós que Deus disse: Não toqueis nos meus ungidos.

Tornastes-vos, porém, cristos (ungidos) no momento em que recebestes o antítipo do Espírito Santo; e tudo isto foi realizado sobre vós em imagem, uma vez que sois imagens de Cristo.Na verdade, quando Ele foi batizado no rio Jordão e comunicou às águas os fragrantes eflúvios da sua divindade, e delas emergiu, realizou-se então a descida do Espírito Santo consubstancial, repousando sobre Ele como o Igual sobre o seu Igual.

Também a vós de modo semelhante, depois que emergistes da piscina das águas sagradas, foi administrado o crisma, imagem real daquele com que Cristo foi ungido e que é sem dúvida o Espírito Santo. Deste Espírito também o bem-aventurado Isaías, falando na pessoa do Senhor, profetizou a seu respeito: O Espírito do Senhor está sobre mim; por isso ele me ungiu e me enviou a evangelizar os pobres.

Cristo, na verdade, não foi ungido pelos homens com óleo ou algum ungimento corporal. Foi o Pai, ao predestiná-lO como Salvador de todo o mundo, que O ungiu com o Espírito Santo. Assim fala Pedro: Jesus de Nazaré, que Deus ungiu com o Espírito Santo. E o profeta David exclama: O vosso trono, ó Deus, é eterno; de justiça é o vosso trono real. Amais a justiça e odiais a iniqüidade; por isso Deus Vos ungiu com óleo da alegria, preferindo-Vos aos vossos companheiros.

Cristo foi ungido com o óleo espiritual da alegria, isto é, com o Espírito Santo. É chamado óleo da alegria precisamente porque é o autor da alegria espiritual. Vós, porém fostes ungidos com o crisma e tornastes-vos participantes da natureza de Cristo.

Quanto ao mais, não se julgue que este crisma é um óleo simples e comum. Depois da invocação, já não é um óleo simples ou comum, mas um dom de Cristo e do Espírito Santo, tornando-se eficaz pela presença da divindade.

E assim, ele é aplicado como unção sacramental sobre a fronte e restantes sentidos; e, enquanto se unge o corpo com óleo visível, a alma é santificada pelo Espírito Santo que dá a vida.

Das Catequeses de Jerusalém
(Cat. 21, Mystagogica 3, 1-3: PG 33, 1087-1091) (Sec. IV)

Batizados em Cristo e revestidos de Cristo tornaste-vos semelhantes ao Filho de Deus. Com efeito, Deus, que nos predestinou para a adoção de filhos, fez-nos semelhantes ao corpo glorioso de Cristo. Feitos, portanto, participantes de Cristo, com toda a razão sois chamados "cristos", isto é, ungidos; foi de vós que Deus disse: Não toqueis nos meus ungidos.

Tornastes-vos, porém, cristos (ungidos) no momento em que recebestes o antítipo do Espírito Santo; e tudo isto foi realizado sobre vós em imagem, uma vez que sois imagens de Cristo.Na verdade, quando Ele foi batizado no rio Jordão e comunicou às águas os fragrantes eflúvios da sua divindade, e delas emergiu, realizou-se então a descida do Espírito Santo consubstancial, repousando sobre Ele como o Igual sobre o seu Igual.

Também a vós de modo semelhante, depois que emergistes da piscina das águas sagradas, foi administrado o crisma, imagem real daquele com que Cristo foi ungido e que é sem dúvida o Espírito Santo. Deste Espírito também o bem-aventurado Isaías, falando na pessoa do Senhor, profetizou a seu respeito: O Espírito do Senhor está sobre mim; por isso ele me ungiu e me enviou a evangelizar os pobres.

Cristo, na verdade, não foi ungido pelos homens com óleo ou algum ungimento corporal. Foi o Pai, ao predestiná-lO como Salvador de todo o mundo, que O ungiu com o Espírito Santo. Assim fala Pedro: Jesus de Nazaré, que Deus ungiu com o Espírito Santo. E o profeta David exclama: O vosso trono, ó Deus, é eterno; de justiça é o vosso trono real. Amais a justiça e odiais a iniqüidade; por isso Deus Vos ungiu com óleo da alegria, preferindo-Vos aos vossos companheiros.

Cristo foi ungido com o óleo espiritual da alegria, isto é, com o Espírito Santo. É chamado óleo da alegria precisamente porque é o autor da alegria espiritual. Vós, porém fostes ungidos com o crisma e tornastes-vos participantes da natureza de Cristo.

Quanto ao mais, não se julgue que este crisma é um óleo simples e comum. Depois da invocação, já não é um óleo simples ou comum, mas um dom de Cristo e do Espírito Santo, tornando-se eficaz pela presença da divindade. E assim, ele é aplicado como unção sacramental sobre a fronte e restantes sentidos; e, enquanto se unge o corpo com óleo visível, a alma é santificada pelo Espírito Santo que dá a vida.


Das Catequeses de Jerusalém
(Cat. 21, Mystagogica 3, 1-3: PG 33, 1087-1091) (Sec. IV)



 
 
xm732