Missa com crianças
 

Solenidade de São Pedro e São Paulo: Mt 16,13-19
Missa elaborada por: Solange do Nascimento
Solange Nascimento – é autora da Missa com as Crianças e co-autora dos livros Jesus e as crianças. Sua formação acadêmica perfaz Pedagogia, letras , direito , MBA em gestão Institucional . Pós graduada em metodologia e doutoranda em Ciências jurídicas.

 
Você gosta da Missa com crianças?

Então compartilhe no FACEBOOK a missa dessa semana, clique no botão abaixo:

Obs.: Quando atualizamos a missa, você pode compartilhar novamente para que seus amigos também acompanhe a missa atualizada. Deus vos abençoe !
Compartilhe essa missa das crianças no facebook, para isto basta clicar no icone do FACEBOOK ou outro programa que você desejar compartilhar com seus amigos. Ajude-nos a levar a Palavra de Deus a todos.
Você tem muitos amigos e envia e-mails para todos? Então você pode enviar essa reflexão para todos de uma única vez, basta copiar a url abaixo e colar em seu e-mail.
Para enviar manualmente, copie CTRL C o código acima e cole CTRL V no mural ou mensagens de e-mails dos seus amigos:
 
Tu és Pedro

Acolhida – Boa noite queridas  crianças , boa noite , a todos aqui presentes ,sejam todos bem vindos a esta celebração

Hoje como vocês podem ver ,estamos celebrando a festa de todos os santos e,em especial , a festa de são João e de São Pedro .

Vamos conhecer um pouquinho da vida desses dois santos?

Vejam aquele lá é são João Batista – Ele era primo de Jesus m filho de Isabel e de Zacarias que já  eram velhinhos , mas pela graça de Deus , dei-lhe um filho que veria preparar o caminho para Jesus. Ele pregava pelo deserto que logo viria o filho de Deus e que Ele mudaria toda a historia da humanidade .

Foi João Batista que instituiu o batismo, quando no rio Jordão recebeu Jesus e o batizou com água. Ali naquele momento, o céu se abriu e um voz se fez ouvir ,era Deus apresentando seu filho ao mundo . Por ser um homem critico e contra poder que era vigente, foi decapitado na prisão por ordem do rei .

Agora aquele ali é Pedro – Pedro era um pescador, sem muita instrução, homem muito simples, porém franco, bondoso e muito temente a Deus .( Ah,Jesus conhecia  bem esse coração) Era irmão de Tiago, João e André . André, estava no rio Jordão, quando  João Batista batizou Jesus . Chegou em casa e contou a Pedro que ele tinha visto o Senhor .

Pois, Pedro não sossegou enquanto André não o levou para conhecer Jesus . E a partir daí, crianças , apesar de Pedro ter negado a Jesus por 3 vezes , ele foi aquele que fez a maior manifestação  de amor a Jesus  . Por isso Jesus confiou a ele a chave da Igreja, fez com que seu nome fosse a pedra que fundamentasse a igreja que hoje estamos presente .

 Pedro , grande discípulo de Jesus , levou a sua causa até a morte e ergueu hoje a igreja que tanto amamos ,
De pé com alegria ,vamos iniciar a nossa festa de todos os santos louvando e cantando ao deus de nossa vida

Ato penitencial – (Falar coloquialmente)

Ô comadre - outro dia eu fiquei pensano sabe que as coisas estão mesmo feia pro lado dos santo, sabe?!
Comadre 1- Mas por que, comadre? Os santos tão feliz ora, é dia das festas deis?
Comadre - Mas cê num sabe, porque eles vieram pra mostrar que a gente tem que cê boa né?! Acontece que o povo da cada veiz pió
Comadre1- mas como assim ?
Comadre - outro dia, eu tava na janela da minha casa quando eu vi um pobre pedindo comida na casa do orozimbro, ai né, eu vi eles falano assim: tem nada pra comê não, minino? Passa outra hora! E depois eles entraram porá dentro e foram pra aquela festança, tinha churrasco e tudo mais, era um cheiro de carne assada de matar de fome. Mas pra pobre não tinha nada .
Comadre - a minha fia, a coisa anda feia mermo. Outro dia aconteceu lá pro lado da minha casa eu fui de casa em casa pra chama o povo pra reza no setor. Icha muié do céu, não achei ninguém,, ninguém tinha tempo pra rezar, dava todo mundo ocupado demais, mas depois cumadre, qdo eu passei pra chamar pra festa da rua que era tudo dado, gente aquilo lotou que num dava nem pra andar, tava durinho de gente, rezar quer não, mas festança é só chamar.
Comadre1- pio ocê num sabe . Acontece que eu fui fazer a campanha do agasalho pra dar aos pobres, pedi uns sapatinhos coisas assim. Cê credita quim ninguém quis me dar ? Diziam que não tinham, mas é só bota nova que passa, pra lá e pra cá, tem de todo tipo baixa, alta, cano longo, cano curto.  Cada uma das mulheres tem quase uma dúzia de botas, mas aí... Se a gente pedir pra elas dá um pro pobres.
Comadre – Minina , cê num sabe , o quê que a gente vê hoje em dia é só rodinha de mulher . E elas falam viu : elas falam de quem separou , emagreceu. emagreceu .. é uma inveja, uma fofoca que não acaba mais. Garanto que são João teve tá torcendo de raiva desse povo
Comadre 1 – E ocê acha que é só os muié que fica de roda? Os homi agora tá copiando moda, minha fia. Esses agora deu pra ficar em roda só fala de cerveja, baralho, futebol, mulher boa... mulher fruta ...De Deus, cumadre, ninguém fala mais.
Comadre - E imagina ,cumadre. Deus mandou os santos pra gente achar o caminho do céu e parece que o povo não está mais escutando os  santos chamar .
Cumadre 1 – É cumadre, acho mio chamar as crianças pra baixar a cabeça, fechar os olhos e pedi perdão pelas vezes em que escutamos o mundo e não escutamos Deus na nossa vida. Agora que a gente pediu perdão , vamos cantar pra Deus mais um vez nos ouvir .
Cumadre – Então, vamos cantar cumadre?

Leitura – Chegou o momento de Deus nos falar. Bem sentadinhos e com os olhinhos e ouvidinhos bem atentos, vamos ouvi-lo com atenção através da leitura de hoje.

Aclamação – Ouçam, crianças, este trechinho do evangelho.
__: Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la.  “19Eu te darei as chaves do reino dos céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”. ___ estas foram às palavras que Jesus disse a Pedro quando ele o reconheceu como Filho de Deus
Para ouvirmos mais dessa bonita história, vamos todos ficar em pé e com alegria aclamar ao senhor cantando.

Preces_
1- PELA SANTA IGREJA, para que vivendo sua vocação missionária anuncie corajosamente a copiosa redenção, sendo para o mundo um sinal da misericórdia de Deus, rezemos ao Senhor nosso Deus.

— Em vossa misericórdia, atendei-nos, Senhor!

2. PELAS NOSSAS Comunidades, para que conscientes de sua missão pastoral estejam sempre atentas aos apelos de Deus na promoção da justiça, rezemos ao Senhor nosso Deus.

3-PARA QUE sejamos fiéis a nossa vocação batismal e, inspirados no exemplo de João Batista, anunciemos com a vida e o testemunho a misericórdia divina, rezemos ao Senhor nosso Deus.

4. PARA QUE nós , crianças , tenhamos sempre um coração sincero e acolhedor da mensagem de salvação, rezemos ao Senhor nosso Deus.

Ofertório – E ai, crianças, vocês conhecem aquela brincadeira de passar o chapéu? Pois hoje nós faremos essa brincadeira aqui na missa. É uma brincadeira onde passamos o chapéu para o outro e dentro dele a pessoa coloca uma oferta para nosso Deus.
Vamos ver o que é que dá para ofertarmos hoje? Começando pelo Paulo. Paulo corre o chapéu e veja o que você arrecadou

Paulo - Eu ganhei aqui com o meu chapéu alimentos. Acredito que essa oferta que coloquei como intenção nesse chapéu é para nossos irmãos mais pobres, onde nossa oferta e nosso desejo são de matar a fome de cada um deles, sendo caridosos, fraternos.

Comentarista – Deus irá adorar essa, passa o chapéu Paulo e olhem só quem pegou o chapéu agora. E você Andréia o que arrecadou?

Andréia - Eu vou correr o chapéu e vou ver. Olha eu arrecadei esse agasalho. Como é tempo de frio acredito que essa oferta é para nossos irmãos necessitados que neste inverno não tenha uma blusa, nem uma colcha, nada que os esquente, essa oferta é para nossos irmãos mais necessitados e para nos ensinar que tudo podemos dividir.

Comentarista – Muito bem, Andréia e você, Gisella, passou o chapéu e recolheu o quê?

Gisella- Menina, teve bom aqui no meu chapéu, passei e recolhi oração , essa oferta de orações, nesse terço, significa nosso compromisso em ouvindo os apelos dos santos , irem ao encontro de nossa missão rezando e cumprindo bem cada parte dela, Deus conta com isso .

Comentarista – Muito bem, essa oferta é de cada um de nós para com Deus. E você, Solange? Já passou seu chapéu?

Solange – Aqui menina, a coisa ficou ótima. Ganhei um coração, um coração novo cheio de amor desse povo de Deus que quer oferecê-lo junto ao seu carinho e todo compromisso de ouvir e seguir aos passos de cada santo que nos leva para mais perto dele.

Comentarista – Assim crianças, com os chapéus cheios de oferta pra Deus, junto ao pão e ao vinho, vamos oferecer tudo a deus que nos ama tanto e com tanto carinho. Vamos cantar com alegria.  

Ação de graças - Crianças, outro dia, ouvindo uma história, eu meditei sobre o que vem a ser em nossa vida a missão de Deus.

Essa história também falava de pedras... Era mais ou menos assim:

Carregando Pedras

Um fervoroso devoto estava atravessando uma fase muito penosa, com graves problemas e sérias dificuldades financeiras. Por isso orava diariamente pedindo ao Senhor que o livrasse de tamanhas atribulações. 

Um dia, enquanto fazia suas preces, um anjo lhe apareceu, trazendo-lhe uma mochila e a seguinte mensagem:
- O Senhor se compadeceu da sua situação e manda lhe dizer que é para você colocar nesta mochila o máximo de pedras que conseguir e carregá-la com você, em suas costas, por um tempo. Manda também lhe dizer que, se você fizer isso, no final desse tempo, ao abrir a mochila, terá uma grande alegria
E desapareceu, deixando o homem bastante confuso e revoltado. "Como pode o Senhor brincar comigo dessa maneira? Eu oro sem cessar, pedindo a Sua ajuda, e Ele me manda carregar pedras?" Já não me bastam os tormentos e provações que estou vivendo?"", pensava o devoto.
Mas, ao contar para sua mulher a estranha ordem que recebera do Senhor, ela lhe disse que talvez fosse prudente seguir as determinações dos Céus, e concluiu dizendo:
- Deus sempre sabe o que faz...
O homem estava decidido a não fazer o que o Senhor lhe ordenara, mas, por via das dúvidas, resolveu cumpri-la em parte, após ouvir a recomendação da sua mulher. Assim, colocou duas pedras, pequeninas, dentro da mochila e carregou-a nas costas por um longo tempo.
Findo esse tempo, na manhã da data marcada, e mal se contendo de tanta curiosidade, abriu a mochila conforme as ordens do Senhor e descobriu que as duas pedras pequeninas que carregara nas costas tinham se transformado em pepitas de ouro...
Vejam que Pedro recebeu a missão de ser pedra e transformou sua missão de fé em igreja.
Na história o homem também ganhou de Deus pedra, mas ele não tendo a mesma fé de Pedro não pode ver sua vida transformada por completo.
Nós também recebemos de Deus, suas pedras. Como será que estamos trabalhando com elas? Temos agido com a mesma fé de Pedro transformando-as em obras? Ou temos largado-as de lado, pois passaram a ser um fardo em vez de missão?

Não será ouro, céu, paraíso que Deus quer que carreguemos conosco, quando ele nos dá a missão de transformarmos pedra em algo de valor em nossa vida? Vamos pensar crianças, nas pedrinhas que recebemos no nosso dia a dia e com fé pedirmos a Deus que nos ajude a fazer delas uma missão de amor e fé, como a de Pedro hoje.

 

 
Jesus e as crianças
Toda semana você encontra aqui teatrinhos e historinhas que auxiliam na compreensão da Santa Missa.
Você utiliza as historinhas na missa? Adiante a preparação da missa adquirindo os livros dos 3 anos litúrgicos: A - B e C.

São no total 168 historinhas por apenas: R$ 35,00 e FRETE GRÁTIS (o kit com os 3 livros).

Caso tenha interesse nesses livros clique aqui para conhecer melhor.
Historinha da semana:
Pedro, a pedrinha da Construção

Técnica: EncenaçãoBaseia-se no encontro de Pedro com uma Pedra. Ele encena sua dificuldade em formar a igreja sozinha. Busca pedrinhas (pessoas) e trabalham juntos. Mas precisa de ajuda. Entra Paulo montado em um  cavalo com a corda na mão perseguindo um cristão. Entra em cena, alguém fazendo o papel do “Mal” que leva as pedras embora, as furta. No final, eles erguem com dificuldade uma igreja feita de papelão (grande) e todos se alegram com a missão cumprida.

Personagens: Pedro e Paulo – Pessoas que representarão as pedrinhas – Personagem que se veste de preto e  que rouba as pedras.

Material: Pedra – corda – cavalo de pau – igreja de papelão grande – martelo – livro.

Vejam lá crianças, no centro do altar. Aquilo não é uma pedra? Sim! Tudo começou aí.
Existia uma pedra guardada no coração de Jesus, que foi depositada no centro...
Existia Pedro! Pedro era um homem bom, discípulo que Jesus tanto amou seguidor de suas palavras. Lá vem ele.
Pedro vê a pedra! Tropeça na pedra. Lembra então que Jesus lhe dera uma missão, e sabe qual foi? Hum? Transformar aquela pedra numa grande construção. Pedro olhou a pedra, parece preocupado, mas sua missão nem havia começado. Mas Pedro, trabalhava e fiel logo trabalha com a pedra pra formar a construção. Mexe daqui, mexe dali... (Bater na pedra com martelo )_ Eh! Pedro a pedra está dura, hein? O que fazer então? Põe amor na sua missão e tudo dará certo! Isso Pedro, você já pode ir buscar outras pedrinhas pra se ajuntar na sua construção. Vejam só crianças, a missão é difícil, mas Pedro é bom e convence algumas pedrinhas a fazer parte da sua missão. Trabalha daqui... Trabalha dali. _ Mas, não está nada fácil, hein Pedro? Construir a morada de Deus exige muito esforço. Pobre coitado! Se sente triste e cansado! É preciso pedir ajuda ao dono da Pedra. Pedro rezou... Rezou... rezou... Para seu rebanho aumentar e ajudar a Pedra transformar. E Deus ouviu...
E de onde não se esperava, lá vem ele, um homem chamado Paulo que perseguia homens que carregavam pedras pra construção de Jesus. Corre que pega... E pega que corre. Lá vai Paulo pra capturar as pedrinhas, pobrezinhas... Mas, eis que no caminho, uma luz brilhou... um tombo levou...uma voz forte o chamou era Jesus, crianças, chamado Paulo a conversão, à mudança...E Paulo, que tinha o coração fechado, abriu pra Jesus e ficou todo iluminado. Assim, Paulo trouxe força, amor e união pra ajudar a Pedro na sua missão.
Pedro trabalhava e mais pedras arrumavam
Paulo pregava e mais pedras ajuntavam.
Onde estavam Pedro e Paulo a construção se formava.
Trabalhavam dia e noite, fazendo planos, pregando a palavra, ajuntando pedrinhas.
Muitas cartas, aos irmãos em Cristo, Paulo escrevia, para que novas pedrinhas fossem evangelizadas.
Mas acontece, crianças, que muitas vezes acontecia um fato horrível. Alguns intrusos, paus falsos de outras construções, chegavam à noitinha, silenciosos e maldosos e  levavam com eles várias pedrinhas, que de bobas e fracas se deixavam levar.
E quando Pedro e Paulo chegavam e viam o estrago na construção não ficavam tristes não! Sabiam da dificuldade da missão. Eles criavam mais força! Pediam ajuda ao Mestre e retornavam corajosos no seu trabalho incansável. E, por isso, nunca desanimavam. Pedro e Paulo abençoados pelo Dono da pedra, atraíam  cada dia, mais e mais pedrinhas tornando sólida a construção.
E eis o que vem surgindo do trabalho dos irmãos em Cristo! Não só uma pedra... Mas um montão delas que reunidas formaram a grande construção. “A Igreja” “Sonho de Deus”... “Realidade dos homens”.
E dentro da grande casa da Igreja, vivem milhões de pedrinhas, que somos todos nós aqui representados. E, por isso, São Pedro foi condecorado com uma chavinha e com ela abrirá a porta do céu pra todas as suas pedrinhas. Já São Paulo, esse aí convertido, mudado, recebeu um coração novo de Deus e de seu Espírito.
Viva  São Pedro, Viva São Paulo! Viva a todos nós, pedrinhas nessa construção que é a Igreja, sinal de amor e conversão.

 
 
Fonte de pesquisa (preces e leituras) - www.homilia.com.br

 
 
xm732